Segundo uma pesquisa realizada pela B2B International e Kaspersky Lab com mais de 12 mil pessoas foi constatado que um quarto dos jovens internautas perdeu um dispositivo (17%) ou teve o seu celular roubado (13%), e um terço deste mesmo público teve a privacidade de seus dados completamente violada. Entre os jovens entre 16 e 24 anos este índice é ainda maior (26%).

As consequências são que 32% tiveram as suas contas invadidas, 25% perderam definitivamente suas imagens e vídeos pessoais e 24% tiveram suas informações pessoais sigilosas e vazadas. Além disso, cerca de 22% sofreram punições no trabalho, pois o dispositivo possuía dados corporativos. E 21% destas pessoas observaram que informações financeiras existentes nos dispositivos foram utilizadas impropriamente.

Após o roubo do dispositivo, 40% dos usuários solicitaram o bloqueio do celular à operadora ou fizeram boletim de ocorrência e somente 29% acessaram o dispositivo remotamente para limparem as informações ou acessarem o dispositivo remotamente.

Alguns pontos são importantes quando o assunto é segurança em dispositivos móveis. Procure utilizar criptografia de dados e proteção por senha. Mantenha os aplicativos atualizados para evitar as vulnerabilidades. Utilize recursos antirroubos para bloquear o acesso de terceiros e para  ajudar a localizar do aparelho e apagar seus dados pessoais.

Da redação Guia Network